Turismo

Região Alto da Serra do Botucaraí

Uma nova região turística está se organizando no coração da Rota Gemas e Joias, que se desenvolve a partir de Porto Alegre até Ametista do Sul, no extremo norte do Estado. Soledade se destaca pelo comércio e exportação de pedras preciosas e a forte tradição gaúcha; em seu entorno, municípios voltados ao agronegócio oferecem lindas paisagens e áreas de lazer. Uma nova região turística te aguarda no coração das Gemas e Jóias

Soledade

No alto da Serra do Botucarai, incrustada nas verdes paisagens e minérios preciosos, está a terra de Soledade, com clima característico da serra, sendo um dos lugares mais frio do nosso estado, onde o branco da geada cobre os campos e congela os açudes… e no verão as aguas desfilam com suavidade entre os matos como grandes espelhos que se transformam em rios e cachoeiras. Com o brilho mágico das ágatas, ametistas, critrinos, nosso povo constroem sua historia e suas conquistas destacando-se no cenário internacional como polo industrial de gemas e joias, com muito trabalho e fé, fazendo desta terra, uma terra de gente preciosa , mãos que transformam e acreditam, fazendo do trigo o pão, da erva mate o melhor chimarrão e entre churrascos, fandangos embalados por Soledade, terra de gaúcho forte, fazem da hospitalidade a identidade e a de nossa gente.

São José do Herval

Inicialmente, São José do Herval chamava-se Burro Morto, devido ao fato de ter sido um local onde foram acolhidas várias tropas de mulas, que faziam do lugar um paradouro. Esta paragem recebia o trânsito de carruagens que iam de Lajeado a Soledade e lá pernoitavam. Com o passar dos anos, a comunidade se caracterizava por uma devoção a São José. Também era típico da região o cultivo da erva-mate. A localidade passou a chamar-se São José do Herval, nome esse que popularizou-se e perdura até nossos dias. Em 1880 começaram a agrupar-se famílias de imigrantes italianos na localidade e muitas delas serviam de guardadores das carruagens em trânsito. Logo de início, as famílias se fixaram e iniciaram o cultivo da terra, salientando-se plantio da erva-mate. Em 1929, surge a primeira Capela em São José do Herval, cujo primeiro religioso a dar assistência aos fiéis foi o Frei Clemente, de Nova Bassano. Em 1940, foi iniciada a construção da casa canônica, concluída em 1944. São José do Herval tem sua população constituída em 60% por imigrantes italianos.

Nicolau Vergueiro

Aproximadamente cem anos habitavam a região tribos de bugres e animais ferozes. Era um lugar fechado, com muitos animais, sendo conhecido por isso, como Pinhal Fechado. Em torno de 1920, inicia-se a colonização próximo ao rio, que não dava passo nem ponte, sendo possível a passagem somente a pé em época de estiagem, por esse motivo, passou a chamar-se de Arroio dos Portes. Em 1961, tornou-se distrito de Marau, em 20 de março de 1992, emancipou-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *