Home / Turismo / Um pedacinho do paraíso chamado Maceió

Um pedacinho do paraíso chamado Maceió

As belezas naturais são um dos motivos para você se apaixonar por Maceió, a aniversariante que completa 202 anos nesta terça-feira (05). São praias e piscinas naturais de águas mornas e transparentes.

Crédito: Embratur

Os passeios de jangada levam os turistas para mergulhar em um verdadeiro “aquário” natural repleto de peixes coloridos, esponjas, moluscos e crustáceos a apenas dois quilômetros da orla. Aos atrativos naturais, juntam-se os encantos culturais e históricos como o Teatro Deodoro, a Catedral de Nossa Senhora dos Prazeres e o Palácio dos Martírios, além da zona portuária do bairro Jaraguá.

Para completar o roteiro, a rica gastronomia regional e a variedade da cozinha internacional fazem da cidade um dos mais completos destinos turísticos do Nordeste. Entre as praias mais badaladas estão Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca e Cruz das Almas que formam a orla urbana de Maceió, adornada por coqueiros e repleta de equipamentos turísticos como hotéis, áreas de lazer e de esportes ao ar livre.

Sem precisar sair do calçadão, o visitante encontra em toda a orla de Maceió bares, restaurantes, mercados de artesanato e lojas de produtos regionais. Ao norte da capital alagoana, o turista ainda pode se deleitar nas praias mais afastadas da área urbana como Ipioca, Pratagy, Sereia, Riacho Doce, Guaxuma e Jacarecica. Com tantos atrativos, não chega a ser exagero considerar Maceió um resort aberto para todos!

05 12 17 NE Maceió0055
Crédito: Embratur

Ao sul da capital, as Lagoas de Mundaú e Manguaba com seus manguezais garantem ao turista outra visão da cidade e momentos inesquecíveis em contato direto com pescadores e rendeiras como no Pontal da Barra, um polo de artesanato e de comidas típicas. Nove ilhas formam um arquipélago na Lagoa Mundaú, sendo uma delas já no município vizinho de Marechal Deodoro, a antiga capital de Alagoas. O término do passeio de barco entre as ilhas e manguezais coincide com um pôr do sol espetacular no “Paraíso das Águas”. Outra bela vista da cidade pode ser apreciada de cima de um dos mirantes espalhados pela parte alta da capital.

Maceió é a porta de entrada para muitos outros destinos turísticos alagoanos como Paripueira e Maragogi, na Costa dos Corais, no Litoral Norte de Alagoas. No Litoral Sul do estado, a Praia do Francês é uma das mais visitadas. Os cânions do São Francisco e a foz do “Velho Chico”, na divisa com Sergipe, também são destinos muito procurados pelos turistas que visitam Alagoas.

A capital teria se originado de um engenho de açúcar e, ainda hoje, abriga o maior terminal açucarei do mundo. Maceió foi desmembrada de Marechal Deodoro, em 1815, e após a criação da província de Alagoas, em 1817, travou uma longa batalha com o município vizinho até se firmar como a nova capital do estado. O nome Maceió, “O que tapa o alagadiço”, de origem tupi, remete aos bancos de areia que formam lagoas temporárias, na beira do mar, durante as marés altas.

Veja mais na Revista Receptiva

IBEROSTAR marca presença na 29ª edição do Festuris Gramado

A IBEROSTAR Hotels & Resorts está no Festuris Gramado para abordar as novidades e expectativas ...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: