Home / Turismo / Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado

Passeio integra o cardápio de opções oferecidas aos turistas. Com cerca de três horas de duração, conhece-se propriedades ao longo do Vale do Quilombo, área com muitos remanescentes de Mata Atlântica. Degustação de delícias locais e produtos típicos enriquecem o roteiro de três horas.

 

Tour do Vale: vida dos imigrantes italianos

 

A história da colonização da região da Cidade de Gramado, na Serra Gaúcha, região de montanhas a Nordeste do Estado do Rio Grande do Sul, teve início em meados de 1875. Passados quase 150 anos, destaca-se grande herança dos pioneiros, alemães e italianos.

Partes desta longa trajetória, adornadas por visuais incomparáveis, são revividas através de passeios pela área rural. São roteiros unindo a beleza ímpar de todo aquele território a costumes e tradições mantidos com amor e fidelidade por herdeiros de desbravadores.

Três são oferecidos pela Vento Sul Turismo, todos realizados a bordo da Princesinha, a lotação de 1979 restaurada justamente para ampliar o clima de nostalgia vivenciado ao longo destas aventuras prazerosas: Tour O Quatrilho, Tour do Vale e Tour Linha Ávila.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — Visita a um conjunto de empreendimentos da agricultura familiar, valorizadores da identidade cultural da região da Cidade de Gramado, gerando renda, criando postos de trabalho e distribuindo riqueza ao agregar valor à produção local

 

Tour do Vale: ponto de partida na Praça das Etnias

 

O primeiro já tratamos em matéria específica, bastando clicar sobre o título da mesma, a seguir, para ter acesso ao seu conteúdo: “Tour O Quatrilho exibe novo ângulo da secular história da Cidade de Gramado”. Agora, será o Tour do Vale. O Linha Ávila, outra hora.

O ponto de partida é a Praça das Etnias, no coração de Cidade de Gramado. Ali, três reproduções de residências originais dos imigrantes — alemã, italiana e portuguesa — enaltecem as origens dos criadores das riquezas desfrutadas por todos nos dias atuais.

Também lá ficam os Fornos Comunitários, ao lado dos quais são vendidos biscoitos, bolos e pães produzidos segundo as receitas dos antigos e assados na hora. É o local, ainda, da Feira Orgânica, com frutas, legumes e vegetais cultivados sem agrotóxicos.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — Ponto de partida é a Praça das Etnias, coração de Cidade de Gramado. Ali, reproduções de residências originais de imigrantes alemães, italianos e portugueses enaltecem as origens dos criadores das riquezas desfrutadas por todos nos dias atuais

 

Tour do Vale: mestre em rebimboca da parafuseta

 

Como no Tour O Quatrilho, e deve se repetir no Tour Linha Ávila, ao embarcar na Princesinha, veículo com quase 40 anos de idade, o motorista pede licença para levar um mecânico. Afinal, se a geringonça der problema, a presença dele é fundamental.

Assim, autorizado pelos passageiros, adentra o maior “especialista em rebimboca da parafuseta” da Serra Gaúcha, região de montanhas ocupando a parte Norte do Estado do Rio Grande do Sul. E da qual a Cidade de Gramado é, sem dúvidas, o seu maior ícone.

Animados, relaxados, seguros, sonhadores, o grupo inicia a imersão no passado de um século em apenas três horas de uma viagem tranquila. Não demora muito para se deixar a área urbana e adentrar a parte rural, afinal, o objetivo principal de todos ali presentes.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — Cruzando a conhecida Linha 28, mostra beleza dos morros com intensa vegetação, rios e cachoeiras. Recepcionados por agricultores de origem italiana, além de momentos de convivência, oportunidade de se comprar produtos da agricultura orgânica

 

Tour do Vale: viaja-se dentro do Vale do Quilombo

 

Se, no Tour O Quatrilho, viaja-se em direção Oeste, no Tour do Vale vai-se para Leste, mergulhando no Vale do Quilombo. O percurso, pela chamada Linha 28, é feito sobre excelente estrada de chão, ladeada por natureza e oferecendo verde e ar puro à vontade.

Em três horas de duração, serão quatro paradas, visitando famílias alemãs e italianas e conhecendo um pouco da vida dos antepassados de cada uma delas. Além, é claro!, de se degustar e poder adquirir produtos típicos da região, todos feitos de modo artesanal.

Ao longo do trajeto, rodando em meio àquela vegetação intensa, entremeada por rios e cachoeiras, cruzando por remanescentes de araucárias, culturas de kiwi e parreirais, conhece-se rico acervo de belezas ainda escondidas no interior da Cidade de Gramado.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — Em raríssima foto de 1920, o casal de imigrantes italianos Angelina Perini e Francisco Perini, proprietários originais da pequena fazenda. Eles chegaram à região da Cidade de Gramado no final do século XIX, anos 1800, em lombo de burros

 

Tour do Vale: propriedade da Família Perini é secular

 

A primeira parada é na propriedade da Família Perini, para se conhecer a história de vida de representantes dos primeiros moradores da região. O conjunto de casas está completamente restaurado, guardando e expondo um vasto acervo dos antepassados.

Um belíssimo porão, antigas instalações de uma vinícola, casarão principal, casa menor e demais ambientes exibem esmero na construção. Todos somando mais de um século de existência, agora são periodicamente locados para comemorações as mais diversas.

Famílias buscam aqueles espaços, dotados de todos os equipamentos e utensílios de cozinha, além de churrasqueira, para fazer comemorações de aniversários, batizados, casamentos e outros tipos de encontros ou reuniões. Empresas também fazem o mesmo.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — Foto de alguns anos, reunindo vários descendentes de Angelina Perini e Francisco Perini. Ao longo do século XX, anos 1900, membros da família integraram ativamente todos os processos da profissionalização do turismo na Cidade de Gramado

 

Tour do Vale: agricultora é atração da Família Marcon

 

Deixando a propriedade da Família Perini, volta-se à estrada, ladeada de incontáveis belezas criadas pela natureza e aquelas bem elaboradas pelos homens. O destino, agora, são as terras da Família Marcon, também de descendentes dos italianos colonizadores.

Logo na chegada, observa-se primor no cuidado dedicado ao local: entrada ajardinada, casas de alvenaria, antigos depósitos e paióis em madeira, campos ao redor. Recebidos pelo casal Fátima Marcon e Vicente Marcon, começa-se a imersão na lida do agricultor.

Eles compartilham a história dos ascendentes, detalhada em um memorial de fotos. E, também, destacando ferramentas rústicas, equipamentos primitivos e outros objetos comuns numa época de incontáveis dificuldades, poucas facilidades e zero conforto.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — Propriedade da Família Marcon destaca-se pelo primor no cuidado dedicado ao local: entrada ajardinada, casas de alvenaria, antigos depósitos e paióis em madeira, campos ao redor. E por ali começa-se a grande imersão na lida do agricultor

 

Tour do Vale: cultura e aproveitamento do milho

 

O destaque fica para o preparo do terreno, plantio, colheita e beneficiamento do milho. Taí um cereal do qual se aproveitava tudo mesmo. Os grãos alimentavam os animais e as pessoas: cozidos verdes na espiga ou moídos e usados para fazer bolos, broas, pães…

As cascas, secas, transformavam-se em enchimento de colchões e embalagens de ovos, evitando a quebra durante o transporte em lombo de burro, para serem comercializados na feira. E o sabugo, além de ser utilizado como lenha nos fogões, era papel higiênico.

Fátima e Vicente, depois de acompanhar os visitantes alimentarem ovelhas com as mãos cheias de grãos de milho, convidam todos para provar suco de uva e experimentar pães e geleias de frutas diversas, tudo produzido lá mesmo, com base na agricultura orgânica.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — O casal Fátima Marcon e Vicente Marcon, depois de acompanhar os visitantes alimentarem ovelhas com as mãos cheias de grãos de milho, convidam todos para adentram o galpão e provar suco de uva acompanhado de pães e geleias diversas

 

Tour do Vale: cachaça do Alambique dos Rossa

 

Não havendo como resistir àquele cardápio de guloseimas, as primeiras compras do dia acontecem. Embriagada pelas enormes emoções ali vivenciadas em tão pouco tempo, a turma retorna à Princesinha abraçada às primeiras sacolas e parte com sonhos de voltar.

Aquela valente lotação do século XX, anos 1900, avança pela estrada de chão batido, com excelente piso, por alguns minutos. O próximo destino é o Alambique dos Rossa. É hora de se conhecer um pouco mais sobre a produção dos destilados cachaça e graspa.

Como o acesso à propriedade se dá por terreno íngreme, o veículo fica estacionado ao lado da via. Todos descem e já de cara se encantam com o visual à frente. Um portal de entrada em troncos de madeira é a moldura para um belíssimo jardim e pequeno pomar.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — Como o acesso à propriedade do Alambique dos Rossa se dá por terreno íngreme, todos descem encantados com o visual à frente. Um portal de entrada em troncos de madeira serve de moldura para belíssimo jardim, além de pequeno pomar

 

Tour do Vale: receita para destilados de qualidade

 

O proprietário do local e produtor Romeu Rossa recebe a turma com um largo sorriso. Imediatamente, resume as etapas para se alcançar bebidas de qualidade: roça própria de cana-de-açúcar, colheita cuidadosa, moenda tradicional e bom domínio do alambique.

À disposição sobre uma mesa, jarros com garapa — caldo de cana — extraída na hora, bem geladinha. E também um colar de garrafinhas abastecidas com um sem número de licores de frutas. O conjunto forma um belo arco-íris, reunindo cores bastante variadas.

Não poderia faltar, é claro!, o carro-chefe do empreendimento: a cachaça pura, cujo tom de dourado convida à degustação mesmo os não-apreciadores. Beberica daqui, beberica dali, se a pessoa não se controlar os goles, acaba de pileque, tal a variedade de sabores.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale —Romeu Rossa recebe a turma com largo sorriso e resume as etapas para se alcançar bebidas de qualidade como aquelas do seu Alambique Rossa: roça própria de cana-de-açúcar, colheita cuidadosa, moenda tradicional e bom domínio da destilação

 

Tour do Vale: Família Baretta com uma surpresa

 

Ao final, o ritual de compras se repete, agora traduzido em belas embalagens, próprias para transporte de garrafas envazadas com líquidos preciosos. O sofrimento de deixar o Alambique Rossa para trás é compensado pelas promessas de alegrias do novo destino.

Rapidamente, a Princesinha cruza novo trecho da impecável estradinha de chão, até parar à frente de um conjunto de casas apresentando o estilo enxaimel. Este estilo de construção rapidamente revela a origem dos moradores: são descendentes de alemães.

Uma edificação toda em madeira destaca-se à frente de todos: trata-se de centenário salão de festas, no qual os imigrantes realizavam o que denominavam por kerbs. Eram bailes populares, com sapateada e valsada, alguns deles prolongando-se por três dias.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — A parada na propriedade da Família Baretta é cheia de surpresas. A primeira é descobrir que o “especialista em rebimboca da parafuseta” embarcado na Princesinha, ainda na Praça das Etnias, nada mais é que exímio cantor e sanfoneiro

 

Tour do Vale: sanfoneiro é o mestre de cerimônias

 

E, saindo pela porta principal, uma grande surpresa: aquele “mecânico”, embarcado na Praça das Etnias, para atuar em caso de panes na Princesinha, revela-se um sanfoneiro. São os primeiros acordes de uma apresentação prolongando-se por cerca de uma hora.

Após algumas canções, ele e o casal Margarete Baretta e Jovani Baretta convidam todos para entrar. No amplo salão, decorado com móveis de épocas distintas e quadros com nas paredes, destaca-se enorme mesa, sobre a qual está servido um rico lanche da tarde.

Trata-se de autêntico café colonial, com suas travessas oferecendo variedade sem igual de quitutes: biscoitos, bolos, doces, salames, frutas, geleias, linguiças, manteigas, pães, queijos, sucos, tortas — além do próprio café coado na hora, bem preto e quente, claro!

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — Outra surpresa é um autêntico café colonial, com travessas oferecendo uma variedade de quitutes: biscoitos, bolos, doces, salames, frutas, geleias, linguiças, manteigas, pães, queijos, sucos, tortas — e café coado na hora, preto e quente, claro!

 

Tour do Vale: café colonial contra balanças e dietas

 

Em sua maior parte, as delícias foram produzidas com ingredientes colhidos na própria propriedade, em sistema de agricultura orgânica. O visual e a perspectiva dos sabores incentivam todos a se fartar, esquecendo-se de limitações vindas de balanças, dietas…

Enquanto copos, pratos e xícaras recebem comes e bebes, o músico não dá descanso à sanfona, manuseada por braços, dedos e mãos ágeis. Suas canções vão do riquíssimo folclore musical do Estado do Rio Grande do Sul até aquelas conhecidas nacionalmente.

Não demora, passa a produzir repentes relacionados às cidades e Estados de origem dos presentes. E aceita ser desafiado, criando rimas com nomes e profissões de cada um. A coisa quase desanda ao sugerirem “homenagear a vasta cabeleira” do quieto motorista.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — Depois de uma tarde inteira de emoções, riquezas de história, diversas degustações, muitas compras e final com repentes do sanfoneiro, é chegada a hora da despedida. A Princesinha aguarda a todos para o trecho de encerramento do passeio

 

Tour do Vale: hora da partida e final na aventura

 

Como tudo que é bom parece durar pouco, é chegada a hora da dolorosa partida. Não sem antes uma boa pesquisa no balcão e mostruário de produtos à venda. Assim, novas sacolas são acrescentadas àquelas bagagens espalhadas pelas poltronas da Princesinha.

Despedindo-se da senhora Margarethe e do senhor Jovani, inicia-se o retornar à Praça das Etnias. A tristeza do fim do passeio vai sendo compensada por animação da sanfona e canções daquele “mecânico” revelando-se excelente músico. Um verdadeiro talento!

Uma salva de palmas coloca ponto final naquela gostosa jornada… Ponto final coisa alguma! A opinião é unânime: retornando à Cidade de Gramado vão repetir a dose. E também indicar o Tour do Vale aos seus conhecidos viajando para a Serra Gaúcha.

 

Tour do Vale mergulha nas belas tradições italianas da região da Cidade de Gramado
Tour do Vale — Uma salva de palmas coloca ponto final naquela gostosa jornada… Ponto final coisa alguma! A opinião é unânime: retornando à Cidade de Gramado, vão repetir a dose. E também indicar o Tour do Vale àqueles visitando a Serra Gaúcha

 

Material produzido por João Zuccaratto, jornalista especializado em turismo baseado na Cidade de Vitória, capital do Estado do Espírito Santo, a partir da sua participação na edição do ano passado da Feira Internacional de Turismo de Gramado — Festuris 2017, desenvolvida em duas etapas: dias 4 e 5 de novembro na Cidade de Porto Alegre, capital do Estado do Rio Grande do Sul, com apoio da Rede Ficare de Hotéis e da Noratur Trade Turismo e Negócios; e, de 6 a 12 de novembro, na Cidade de Gramado, situada na Serra Gaúcha, ao Norte do Estado do Rio Grande do Sul, com apoio da Brocker Turismo e Pousada Vovó Carolina.

A repetição da expressão “Tour doVale”, e outras mais, é intencional. Elas são as principais palavras-chave dos conteúdos. Colocá-las várias vezes na postagem faz parte das técnicas de Search Engine Optimization — SEO, ou otimização para ferramentas de busca. Ajuda a destacar o trabalho na lista apresentada quando se pesquisa com BingGoogle ou Yahoo!.

Não se trata de trabalho científico, podendo apresentar erros. Se eles forem apontados, reeditarei o material com as correções. Todas as fotos têm origem identificada. Se o autor de algumas delas discordar do seu uso, basta avisar que será substituída.

Matéria publicada originalmente no site turismoria.com.br e reproduzida pelo Jornal Passaporte, sediado na Cidade de Belém, capital do Estado do Pará, sendo editado a partir da Cidade de Portalegre, no Oeste do Estado do Rio Grande do Norte.

Veja mais na Revista Receptiva

Quebra de Estereótipo na Semana de Moda de Nova York – por Cláudia De Biasi

Entre 06/09 e 14/09 aconteceu a famosa Semana de Moda de Nova York (New York ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *