Home / Motor / Silenciosos e ecológicos, os carros elétricos não são mais coisa do futuro

Silenciosos e ecológicos, os carros elétricos não são mais coisa do futuro

carros-eletricosEles representam uma esperança no apocalipse motorizado das grandes cidades. Sem prejuízos ao meio ambiente, são limpos e charmosos. Porém, muito caros, principalmente no Brasil. Por isso, o mercado de carros elétricos aqui ainda é incipiente, diz Alexandre Carvalho, especialista em produto da Nissan do Brasil. “Os primeiros incentivos vieram só recentemente”.

Atualmente, são menos de 3 mil unidades emplacadas, segundo a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores). Um empurrãozinho veio do governo Federal, que reduziu o imposto de importação de elétricos, de 35% para 0%. Não animou muito o mercado, mas foi um primeiro impulso.

A Nissan estuda trazer o Leaf, primeiro elétrico produzido em massa e o mais vendido no mundo.

Hoje, o único modelo de propulsão exclusivamente elétrica vendido no Brasil é o BMW i3, comercializado desde 2014 em versões a partir de R$ 169.950. Além do preço alto, falta infraestrutura pública de carregamento. “Há carregadores em shoppings da rede Multiplan e em lojas do Grupo Pão de Açúcar, em São Paulo, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba”, argumenta a BMW. Também dá para instalar o carregador na residência ou abastecer nas concessionárias da empresa.

Lá fora a realidade é outra. Nos EUA, só o Leaf da Nissan fechou 2015 com mais de 300 mil unidades vendidas, com preço inicial de US$ 29 mil. Um estudo da Bloomberg New Energy Finance estima que as vendas desses veículos alcançarão 41 milhões de unidades até 2040, 35% das vendas de novos carros de passeio.

 

Metro

 

 

Veja mais na Revista Receptiva

BBuczmK

Fiat suspende produção de Bravo, Linea e Idea em MG

A Fiat mantém suspensa desde meados de junho a produção de três modelos no Brasil: ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *