Home / Saúde & Beleza / Seu Azeite de Oliva Realmente Faz Bem à Saúde?

Seu Azeite de Oliva Realmente Faz Bem à Saúde?

Você consome azeite de oliva? Sabe identificar se esse azeite tem qualidade?

azeite-oliva

A fabricação do óleo de oliva gera um um óleo não fermentado, de baixa acidez e alta qualidade gastronômica, muito utilizado na finalização de pratos e saladas. Apesar do processo ser simples, infelizmente o resultado nem sempre é o que você pensa que é. Algumas versões de menor qualidade podem ser extraídas usando produtos químicos, ou mesmo diluídas com outros óleos mais baratos.

Benefícios do Azeite de Oliva

  • Previne a arteriosclerose
  • Melhora o funcionamento do estômago e do pâncreas
  • Facilita a digestão
  • Reduz o colesterol
  • Acelera as funções metabólicas
  • Produz efeito protetor e tônico da epiderme
  • Serve como estimulante do crescimento
  • Melhora a absorção de cálcio e minerais

Além de reduzir o colesterol, o azeite ajuda a prevenir doenças cardiovasculares. Isso é devido ao seu alto teor de ácidos monoinsaturados. O azeite de oliva é também uma fonte rica de vitamina E, que protege contra o câncer e as doenças do coração. Por ser especialmente rico em antioxidantes, retarda o processo de envelhecimento celular.

Outra utilidade desse produto é que ele reduz a morte celular e a inflamação vascular que ocorrem no organismo após a ingestão de gorduras.

Um dos maiores benefícios do azeite de oliva é ser rico em antioxidantes. Estas substâncias são biologicamente ativas e algumas delas podem ajudar a combater doenças graves. Alguns dos principais antioxidantes são o anti-inflamatório Oleocanthal, bem como a oleuropeína, uma substância que protege o colesterol LDL de oxidação.

azeite-de-oliva

Tipos de Azeite de Oliva

  • Extra-Virgem: quando a acidez não passa de 0,8% — esse teor somente é obtido com a primeira prensagem a frio, em até 24 horas após a colheita
  • Virgem: quando a acidez não passa de 2,0%
  • Virgem Comum: quando a acidez não passa de 3,3%

Em geral, quanto menor a acidez, melhor o azeite.

Azeite Extra Virgem

O melhor tipo é o azeite extra virgem. É extraído usando métodos naturais e padronizado para a pureza e certas qualidades sensoriais como sabor e cheiro. O azeite que é verdadeiramente extra virgem tem um sabor distinto e é rico em antioxidantes fenólicos: essa é a principal razão pela qual o óleo de oliva verdadeiro é tão benéfico.

Um dos principais benefícios do azeite é a sua capacidade para combater a inflamação. Ele ajuda a reduzir marcadores inflamatórios como a proteína C reativa (PCR). Há também um estudo que mostra que substâncias do azeite podem reduzir a expressão de genes e proteínas que levam à inflamação.

Acredita-se que a inflamação crônica é um dos principais condutores de muitas doenças. Isto inclui doenças cardíacas, câncer, síndrome metabólica, diabetes, doença de Alzheimer e artrite.

Composição do Azeite de Oliva

Ele contém pequenas quantidades de vitaminas E e K e abundância de ácidos gordos benéficos.

Este é o teor de nutrientes de 100g de azeite:

  • Gordura saturada: 13,8%
  • Gordura monoinsaturada, 73% (a maior parte do 18 carbono a longo ácido oleico)
  • Omega-6: 9,7%
  • Omega-3: 0,76%
  • Vitamina E: 72% da recomendação diária
  • Vitamina K: 75% da recomendação diária

O azeite de oliva é bom para cozinhar?

Os melhores óleos para se cozinhar são: o óleo de coco, a manteiga ou Ghee, óleo de palma e a banha de porco. São gorduras saturadas que não se oxidam em altas temperaturas. Os piores, infelizmente, são os óleos vegetais mais utilizados na cozinha: óleo de canola, girassol, soja, algodão e milho, estes se oxidam rapidamente a qualquer temperatura.

O azeite de oliva é moderadamente estável: pode se cozinhar em temperaturas de até 180 graus, que a oxidação será mínima. Ou seja, desde que não seja em temperaturas muito elevadas, o azeite de oliva pode sim, ser usado para cozinhar.

Azeite de Oliva e a Beleza

azeite-beleza

O azeite de oliva, além de ser utilizado na alimentação, tem grande serventia como remédio e produto de beleza. Há 5000 anos, as mulheres egípcias descobriram os efeitos benéficos do azeite de oliva para a pele e passaram a utilizá-lo como emoliente. A partir de então, criaram o primeiro sabonete, misturando azeite, essências e cinzas. Os gregos o utilizavam para massagens, confiando em seu poder para aumentar a beleza e a virilidade. Foi comprovado que o azeite de oliva é uma forma natural de manter a beleza da pele, das unhas e dos cabelos.

Com suas vitaminas e antioxidantes, pode ajudar a retardar o envelhecimento da pele. A azeitona é uma fruta capaz de regenerar e auto proteger a pele. Por todas as suas propriedades, este azeite se revelou como uma estrela da cosmética.

Aplicações na Estética e Beleza

  • Funciona como antirrugas
  • Hidrata e suaviza peles secas
  • Purifica a pele
  • Acalma peles irritadas
  • Equilibra a oleosidade da pele
  • Melhora a elasticidade
  • Torna a pele mais luminosa e aumenta sua vitalidade
  • Dá brilho aos cabelos
  • É indicado para banhos relaxantes e massagens

No caso das massagens, a dica não para ficar com cheiro de oliva no corpo é colocar algumas gotas de óleo essencial de lavanda e alecrim.

Como comprar um bom azeite de oliva?

Como todos já sabem, o azeite de oliva é considerado um alimento super saudável. Porém, ele é um produto muito fácil de ser fraudado, e os controles dos órgãos regulamentadores estão longe de serem eficientes. A verdade é que ao comprar um azeite no mercado, infelizmente não temos como ter certeza se estamos realmente comprando um óleo bom. E isso não ocorre apenas no Brasil; o problema existe em maior ou menor escala em vários lugares do mundo.

Entre as principais fraudes e adulterações estão:

  • Mistura com óleos mais baratos, como de soja
  • Dizer que é extra virgem, mas na verdade não ser
  • Óleos extraídos com solventes ou tratados com calor

Quanto mais barato o azeite, maior a chance de ter sido adulterado. Desconfie. Em geral, azeite de oliva verdadeiro é um produto caro.

Outras dicas importantes para evitar comprar azeites oxidados

  • Escolha um azeite com o vidro bem escuro (pois ele se oxida com a luz)
  • No mercado, procure pegar as garrafas do fundo, pois essas são menos expostas à luz diariamente
  • Compre com a data mais longe possível do vencimento

E você, se preocupa com a qualidade do azeite que você consome?

 

Veja mais na Revista Receptiva

refri

Organização Mundial da Saúde pede que governos aumentem impostos sobre bebidas açucaradas para combater a obesidade

A OMS (Organização Mundial da Saúde) pediu nesta terça-feira (11) aos governos que aumentem os ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *