Home / Cursos / Projeto Metalserra traz resultados para pequenos negócios
Pequenas indústrias do segmento metalmecânico participaram do projeto (Foto: Banco de Imagens Sebrae)

Projeto Metalserra traz resultados para pequenos negócios

Cinquenta empresas da Serra Gaúcha registraram aumento de competitividade e novos clientes

O projeto coletivo Metalserra, desenvolvido pelo SEBRAE/RS, estimulou, durante dois anos, o setor metalmecânico da Serra Gaúcha. Com o objetivo de ampliar as oportunidades de negócios para as micro e pequenas empresas (MPEs), foram atendidos 50 empreendimentos com atividades de consultoria e acesso ao mercado durante 2016 e 2017. O resultado foi o aumento da competitividade e da carteira de clientes.

Pequenas indústrias do segmento metalmecânico participaram do projeto (Foto: Banco de Imagens Sebrae)

  O gestor do projeto na Regional Serra Gaúcha do SEBRAE/RS, Taisson Toigo, conta que, com esses objetivos, foi a primeira iniciativa desenvolvida para o setor. “Os empreendimentos precisavam diversificar mercado, e havia uma dependência muito grande da indústria automotiva. Por meio de diversas ações, conseguimos ampliar as vendas dessas empresas”, comemora. Para chegar nesse e em outros resultados, o Metalserra ofereceu, também, capacitação na área comercial, participação em feiras e eventos e realizou mapeamento do mercado fora do Rio Grande do Sul. Segundo Toigo, os números foram muito positivos, especialmente pelo momento econômico. “A indústria de Caxias do Sul registrou queda de 40% no faturamento nesse período, enquanto conquistamos um incremento de 176,92% da carteira de clientes do grupo e aumento de 84,6% da competitividade”, comemora.
A Gomasul Borrachas, fundada em 2010 na cidade de Bento Gonçalves, surgiu com o intuito de fornecer soluções em artefatos e peças técnicas em borracha. De acordo com o proprietário, Gilson Rigo, “esse tipo de produto era uma demanda da indústria local, que precisava recorrer à Capital ou a São Paulo, por exemplo”, relembra. Embasados por conhecimento anterior, o empresário procurou auxílio do SEBRAE/RS para potencializar a gestão do negócio. “Participamos de diversas ações, entre elas consultorias e missões empresariais. Com o Metalserra, queriamos ampliar nossa rede de contatos, e foi importante, porque realmente abriu muitas portas. Temos perspectivas muito boas para 2018”, ressalta o empreendedor, que aponta, ainda, ter se aproximado de grandes empresas no período.

Mais conhecimento em gestão
Um pouco mais recente no mercado, a Lenzi Engenharia, focada em automação industrial, está situada dentro de uma incubadora tecnológica na Universidade de Caxias do Sul (UCS) desde 2015. O sócio-proprietário Juliano Lenzi explica que ele e mais dois sócios se posicionam como uma empresa de tecnologia industrial. “Recentemente, passamos a atuar com segurança de equipamentos, e também desenvolvemos novidades para a área produtiva”, disse.
Lenzi relembra que o primeiro ano foi de planejamento e estruturação e que entrar para a incubadora proporcionou conhecimento e a aproximação com o SEBRAE/RS. “Em seguida, entramos para o Metalserra. Sou da engenharia, então aspectos de gestão eram mais difíceis. O treinamento que recebemos e as demais atividades, como marketing digital e aspectos comerciais, resultaram em nosso crescimento”, destaca.
O gestor do projeto pelo SEBRAE/RS, Taisson Toigo, adianta que uma nova turma será aberta para o ciclo 2018/2019. “Além dos aspectos trabalhados na turma anterior, essa edição terá foco, também, em duas novas vertentes: novos produtos e cooperação entre empresas”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa.

Veja mais na Revista Receptiva

Palestra de Mario Sergio Cortella será no dia 4 de setembro

Ingressos com data de 21 de junho continuam válidos   Está confirmada a nova data ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *