Home / Vinhos e Vinícolas / Confira a coluna do Sommelier Maiquel Vignatti da Cooperativa Vinícola Garibaldi – Tempranillo, a uva mias ilustre da Espanha.

Confira a coluna do Sommelier Maiquel Vignatti da Cooperativa Vinícola Garibaldi – Tempranillo, a uva mias ilustre da Espanha.

MaiquelVamos falar um pouco da origem e características de uma das variedades mais conceituadas na Europa, pra ser mais preciso na Espanha e pouco falada no Brasil.
É uma variedade precoce. Ela brota, floresce e amadurece, por exemplo, duas semanas antes que a Garnacha, sua companheira espanhola em muitos vinhedos e vinhos. E o nome Tempranillo vem justamente desse amadurecimento adiantado, antecipado, prematuro, que em espanhol, é “temprano”.
Ela também é conhecida, na Espanha, como Tinta del País, Tinta de Toro, e Cencibel. Em Portugal, a Tempranillo ganha os nomes Tinta Roriz e Aragonez. Nos Estados Unidos, é comum referirem-se à Tempranillo como Valdepeñas, que na verdade é uma denominação de origem espanhola, na qual a Tempranillo é a variedade cultivada mais importante. Todos esses são sinônimos reconhecidos, pela OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho), para Tempranillo.
Características:

Cepa de casca grossa, bagos pequenos e escuros, que sinalizam o seu potencial para vinhos com bons níveis de taninos, e sabores complexos. Os vinhos produzidos à base de Tempranillo apresentam uma cor vermelha rubi, principalmente quando jovens. Mas esses são vinhos com grande potencial de desenvolver-se com o envelhecimento, principalmente devido ao fato da uva Tempranillo ser particularmente resistente à oxidação. Vale lembrar que a Tempranillo também produz excelentes rosés, em versões secas, leves e frutadas.
Os aromas mais comuns em vinhos produzidos com a Tempranillo são morango, mirtilo, framboesa, amora, groselha preta, cereja, ameixas… Mas nesses vinhos também observamos notas de baunilha, ervas secas, cravo, canela, menta, couro, tabaco, chocolate escuro…
Dicas …

Para desfrutar o melhor que um Tempranillo tem a oferecer, harmonize-o com carne de porco, ou carne de cordeiro. Esse vinho é uma excelente sugestão para acompanhar a espanhola paella, principalmente nas versões que levam frango ou linguiça. Também é um ótimo vinho para pratos ricos em especiarias e pimentas.
A lenda

Dizem que a Tempranillo chegou até o norte da Espanha pelo famoso Caminho de Santiago, levada por monges peregrinos que saíram da Borgonha, rumo a Santiago de Compostela. Segundo a lenda, a Tempranillo seria uma mutação genética da Pinot Noir levada pelos monges. Mas essa é somente uma história pitoresca e fantasiosa, porque pesquisas ampelográficas atestaram que não há ligação genética entre as duas cepas, e acredita-se que a Tempranillo seja uma uva realmente nativa do norte da Espanha, onde tem sido cultivada há mais de 3.000 anos.
No Brasil … Algumas vinícolas do nordeste do pais estão vinificando-a e apresentando vinhos ao mercado com esta casta, vinhos jovens e frutados com boa carga de taninos. Na serra e campanha gaúcha também se cultiva esta variedade, porém com pouca expressão no mercado.

Veja mais na Revista Receptiva

Cinema entre os vinhedos terá três exibições em outubro

                              ...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: