A uva é uma fruta de alta qualidade nutricional e muito versátil. Utilizadas para fabricação de vinho, sucos e alimentos, as uvas também servem de fonte para extração de óleo vegetal.

As sementes das uvas são trituradas e prensadas a frio de forma a obter o óleo. É um processo demorado e custoso, já que, para produzir um litro de óleo, são consumidos quase 200 kg de semente de uva. O resultado final é um óleo de altíssima qualidade e pureza.

O óleo extraído da semente de uva possui tocoferol (vitamina E) e ácido linoleico, que são responsáveis pelas suas diversas aplicações. O tocoferol é um antioxidante que ajuda na manutenção e regeneração do tecido cutâneo, revitalizando-o. O ácido linoleico (Ômega 6) é um ácido graxo que combinado com o Ômega 3 possui propriedades anti-inflamatórias, muito importante na cicatrização de feridas.

Esse óleo pode ser utilizado para massagem, bem como bálsamos, produtos de higiene, cabelo, face e hidratantes corporais, juntamente com bloqueadores solares, bem como pomadas de queimaduras solares.

Composição do Óleo de Semente de Uva

  • Ácidos Graxos Saturados: 10%
  • Ácidos Graxos Monoinsaturados: 16%
  • Ácidos Graxos Poliinsaturados: 70%

O óleo da semente de uva não contém as mesmas propriedades da uva.

Óleo de Semente de Uva

Ingestão de Óleo de Semente de Uva: Ressalvas

A maioria das fontes de pesquisa na Internet enaltece o óleo se semente de uva como muito benéfico para saúde, inclusive que é um óleo anti-inflamatório que trata várias doenças e que até evita câncer, mas a realidade não é bem assim.

O que ele possui de bom é a vitamina E, e a quantidade é muito pouca. O problema é que ele é muito rico em Ômega 6 (ácido linoléico), se não houver um equilíbrio com o Ômega 3, 9 e 12, ele pode ser muito prejudicial, inclusive inflamatório. Você até pode tomar, mas é preciso ter cautela e fazer o equilíbrio com o Ômega 3.

E pode usar o óleo de semente de uva para cozinhar?

Novamente, a maioria das fontes de pesquisa dizem que sim, inclusive que pode até usar para fritar. Porém, essa teoria já foi desbancada e ele não deve ser usado para cozinhar.

O óleo de semente de uva tem uma grande quantidade de gordura poli-insaturada que possui ligações duplas. Estas ligações duplas são reativas e tendem a reagir com o oxigênio quando aquecido, formando compostos prejudiciais e radicais livres. Os óleos alimentares mais saudáveis são aqueles que contêm gorduras saturadas (ghee, manteiga e óleo de coco), porque elas não têm ligações duplas e são, portanto, menos suscetíveis de reagir com o oxigênio durante o aquecimento. Conheça Os Melhores (e Piores) Óleos para Cozinhar.

Óleo de Semente de Uva para Beleza

Óleo de Semente de Uva

Apesar de não ser tão benéfico assim para ingerir, esse óleo é muito benéfico e útil para tratar a pele e os cabelos.

Para Tratar a Pele

O óleo de semente de uva é um ótimo carreador para usar na aromaterapia, tanto para cuidados da pele quanto dos cabelos. Confira alguns benefícios para a pele:

  • Tem grande capacidade de penetração na pele
  • Ajuda a prevenir o aparecimento de estrias devido às suas propriedades hidratantes e regeneradoras
  • Possui ação cicatrizante
  • Tonifica e revitaliza a pele
  • Deixa a pele mais macia e aveludada
  • Pode ser usado puro para hidratação de partes ressecadas do corpo
  • Estimula a produção de colágeno
  • Melhora a elasticidade da pele

Para Tratar o Cabelo

É um óleo leve e por isso é bom de usar nos cabelos, não deixa os fios pesados e nem oleosos. O óleo de semente de uva também é absorvido rapidamente pela pele e ainda possui a vantagem de não ter cheiro.

  • Hidrata as pontas ressecadas
  • Hidrata o couro cabeludo podendo melhorar a caspa
  • Melhora a saúde capilar fazendo com eles cresçam de forma adequada
  • Deixa os cabelos mais fortes e brilhantes
  • Pode ser usado em qualquer tipo de cabelo
  • É rapidamente absorvido pelos fios
  • Suaviza as cutículas dos cabelos secos e crespos, retendo a umidade e deixando o cabelo hidratado.

Como usar o óleo de semente de uva para beleza?

Ele pode ser usado puro diretamente sobre a pele como um hidratante e também pode ser adicionado a loções e cremes para potencializar a hidratação. Para usar como um carreador na aromaterapia basta adicionar gotas de óleos essenciais e fazer massagens na pele.

Pode ser usado puro nos fios e também no couro cabeludo. Ainda pode ser adicionado a máscaras de hidratação. .

Veja mais na Revista Receptiva

Gengibre para Pele e Cabelos

Você certamente já ouviu muito sobre o poder do gengibre para a saúde (ajuda a ...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: