Dicas de Viagens Turismo

Turismo sustentável: o que é e quais os melhores destinos

Vivemos uma época em que a conservação ambiental e o cuidado com a natureza estão cada vez mais em pauta. Afinal, basta ligar a TV para ouvir diversas consequências provocadas por milhares de anos de exploração indiscriminada dos recursos naturais em troca do lucro.

Diversos setores do mercado já estão buscando alternativas que possibilitem o exercício de suas atividades econômicas de uma forma mais sustentável. Um deles é o turismo. A seguir, descubra o que é turismo sustentável e como se tornar um turista mais consciente.

Crédito: SolStock/iStockPromover o turismo sustentável é gerenciar todos os recursos implicados na atividade turística

A importância do turismo

Ao longo dos anos, o turismo se tornou uma importante e lucrativa atividade econômica. Certamente um dos motivos é a capacidade de transformar mesmo os lugares mais remotos, em destinos turísticos potencialmente atrativos.

É possível dizer que não há região alguma, seja ela em regiões montanhosas, matas, desertos, áreas urbanas ou qualquer outra, em que a atividade turística não seja explorada em certo nível. Não é à toa que, de acordo com SIPRI Yearbook e OMT (Organização Mundial do Turismo), o turismo só perde, em números, para o comércio internacional de armas.

BRASILEIROS PODEM ENTRAR EM MAIS DE 150 PAÍSES SEM VISTO; CONFIRA

A ascensão do turismo sustentável

Sim, o turismo é lucrativo e por muitos anos foi visto apenas como uma atividade econômica. No entanto, com o passar do tempo, devido às consequências já visíveis em várias regiões do planeta, provocadas pelos milhares de anos de exploração de recursos, a consciência de que algo precisava ser feito começou a despertar também nesse mercado.

Crédito: Stephanie Kenner/IstockFernando de Noronha um dos destinos no Brasil que pratica o turismo sustentável

Com isso, em alguns lugares do mundo surgiram novas perspectivas sobre como conduzir esse tipo de atividade econômica de forma saudável, tanto para a natureza e como para a comunidade local. Foi aí que surgiu o turismo sustentável.

Veja a seguir três opções de destinos para quem busca o turismo sustentável:

Portugal

Antes que você se espante por ver Portugal na lista, saiba que o país é muito mais do que Porto e Lisboa. Localizado no sul da Europa, o país  também é considerado um destino de turismo sustentável devido às regiões portuguesas onde a preocupação com a preservação é alta. São elas: Cascais, Açores, Águeda, Alto Minho e Lago.

Crédito: alxpin/iStockA Boca do Inferno, uma das atrações de Cascais, em Portugal

Cascais, por exemplo, é palco de um grande evento chamado Eco Cascais, que este ano comemora sua 2ª edição. O Eco Cascais tem como objetivo promover consciência ecológica por meio da divulgação de marcas de produtos artesanais, feitos com matéria prima sustentável, workshops que ensinam sobre reciclagem e preservação, além de palestras com especialistas sobre o assunto.

Ilha de Páscoa, Chile

Marcada por um passado de uso exagerado de recursos naturais, a Ilha de Páscoa, um dos destinos mais remotos do planeta, já passou por períodos de muita escassez e disputas territoriais. Quem conhece as famosas estátuas moais, marca registrada da ilha, pode não imaginar, mas no passado, as cabeças gigantes simbolizavam poder.

Crédito: Mlenny/iStockNo ano passado, o governo do Chile limitou o tempo de permanência de turistas na Ilha de Páscoa

Ou seja, para afirmarem o seu poder, antigos clãs que habitavam a ilha não mediam esforços para construir um número cada vez maior de estátuas. O que significa o uso indiscriminado de recursos naturais, mão de obra e riquezas, tudo para colocar as estátuas em pé.

Para se ter ideia do tamanho da obsessão por essas estátuas, hoje existem cerca de 900 moais na ilha, todas heranças de tempos passados. Lembrando que cada uma delas pesa cerca de 14 toneladas e mede, aproximadamente, de 4 a 6 metros de altura.

Como consequência disso, a Ilha de Páscoa perdeu boa parte da sua vegetação nativa. Hoje, o Chile trabalha incessantemente para reflorestar o local, trabalho que deve levar alguns anos.

Malta

Localizado no sul da Europa, a 93 km da Sicília, na Itália, o arquipélago de Malta é, em tamanho, um dos menores países do continente. Apesar disso, sua riqueza cultural, gastronômica e turística é imensurável.

Malta já foi território dominado por fenícios, romanos, bizantinos, árabes, franceses e ingleses, e hoje esse passado reflete na gastronomia, na arquitetura, nos costumes e até no idioma falado por lá – o inglês é uma das línguas oficiais do país.

Crédito: ViewApart/iStockMalta é marcaa por seu deslumbrante mar azul

Agora que você está por dentro do contexto do país e sabe onde fica Malta, saiba que existem 3 ilhas quase inabitadas no arquipélago, uma delas chama-se Gozo. O local é marcado por seu deslumbrante mar azul –onde é possível fazer passeios de barco–, belíssimas formações rochosas e alguns santuários.

Além disso, a comida por lá é quase 100% orgânica e há locais protegidos pela UNESCO. Por consequência, o destino não comporta turismo em massa e se preocupa muito com a preservação ambiental. Vale lembrar que por se tratar de uma ilha remota, é necessário comprar euro antes de embarcar, pois nem sempre é fácil encontrar comércios que aceitam outra forma de pagamento que não seja o dinheiro em espécie.

Como ser um turista consciente

Se a ideia de conhecer lugares lindos, com a certeza de que a atividade turística não está prejudicando a natureza, parece atrativa para você, saiba que existem dicas que podem lhe ajudar a ser um turista consciente em qualquer lugar do mundo. Veja:

  • Na busca por hospedagem, verifique se o hotel ou pousada faz o correto descarte de lixo, reaproveita água de chuva e conta com sistema de energia limpa;
  • Durante a viagem, prefira comprar itens de produtores locais e frequentar restaurantes de pequenos empreendedores;
  • Tenha respeito pelo patrimônio público e pela natureza local.

Você já tinha ouvido falar no termo turismo sustentável? Compartilhe o conteúdo com os seus amigos que também adoram viajar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *