Dicas de Viagens Turismo

11 parques nacionais – no Brasil e no mundo – que vão deixá-lo de queixo caído

O ecoturismo em países como o Brasil tem se mostrado uma porta de entrada para muitos turistas que procuram natureza e aventura. E para garantir a preservação de determinadas regiões, cada vez mais países investem nos parques nacionais como uma forma de aliar proteção ambiental e turismo.

E, pensando naqueles que gostariam de conhecer os melhores parques nacionais ao redor do mundo, a operadora de turismo portuguesa Abreu reuniu 11 desses destinos que não podem ficar de fora da sua lista quando for rodar o planeta. E tem destino brasileiro na lista. 

11 parques nacionais imperdíveis ao redor do mundo e suas atrações 

  1. Parque Nacional Fiordland, Nova Zelândia
  2. Parque Nacional do Serengeti, Tanzânia
  3. Parque Nacional Kruger, África do Sul
  4. Parque Nacional dos Lagos de Plitvice, Croácia
  5. Parque Nacional da Chapada da Diamantina, Brasil
  6. Parque Nacional Torres del Paine, Chile
  7. Parque Nacional Galápagos, Equador
  8. Parque Nacional Banff, Canadá
  9. Parque Nacional do Grand Canyon, EUA
  10. Parque Nacional de Yosemite, EUA
  11. Parque Nacional de Yellowstone, EUA

Parques nacionais imperdíveis #1: Fiordland, Nova Zelândia

Turistas fazendo trilha pelo Parque Nacional Fiordland
Parques nacionais imperdíveis: o Fiordland, na Nova Zelândia, oferece atividades de ecoturismo, como trilhas e caiaque

Com montanhas nevadas, florestas, fiordes (nome dado às entradas de mar em meio às montanhas), rios e cachoeiras, este parque nacional de mais de 1,2 milhões de hectares numa ilha ao sul da Nova Zelândia é o sonho de qualquer aficionado por ecoturismo .

É possível explorar o parque tanto pelas trilhas que o cortam como pelos rios e lagos usando um caiaque ou embarcando num cruzeiro. Este marco do turismo natural no vizinho da Austrália também oferece cavernas para serem desbravadas e pontos de camping e pesca.

Parques nacionais imperdíveis #2: Serengeti, Tanzânia

Safári com balão no Parque Nacional do Serengeti
Parques nacionais: o Serengeti é um queridinho dos fãs de safáris, com uma infinidade de animais e ecossistemas

Leia Também:  4 atrações turísticas pelo Brasil inspiradas no filme “Turma da Mônica: Laços”

O Serengeti, na região de fronteira entre a Tanzânia e o Quênia, é o queridinho para safáris na África, tanto por sua estrutura turística como pelas diversas espécies nativas que abriga.

Dentre elas estão elefantes, gnus, leopardos, macacos, hienas e girafas. Além dos animais, o Serengeti também é rico em ecossistemas, com savanas, florestas e bosques.

Parques nacionais imperdíveis #3: Kruger, África do Sul

Turistas vendo gnus em safári pelo Parque Nacional Kruger
Parques nacionais imperdíveis: o Kruger, na África do Sul, é outra opção para safáris, mas pelo sul do continente

Com quase 2 milhões de hectares (pouco menos da metade de todo o estado do Espírito Santo), o Parque Nacional Kruger, na África do Sul, abriga mais de 800 espécies de animais, de mamíferos a anfíbios.

Sua estrutura para o turismo natural também é notável: ele disponibiliza opções de alojamento que vão de pontos de camping até lodges luxuosos para os turistas que não querem abrir mão do conforto durante um safári.

Parques nacionais imperdíveis #4: Lagos de Plitvice, Croácia

Lagos e cachoeiras durante o outono no Parque Nacional dos Lagos de Plitvice
Parques nacionais imperdíveis: os lagos e cachoeiras de Plitvice, na Croácia, formam um cenário impressionante

Saindo da África e chegando ao Velho Continente, a Croácia, lar da  melhor praia do mundo  e de cenários de Game of Thrones , também abriga um dos principais parques nacionais do mundo.

O Parque Nacional dos Lagos de Plitvice, a 130 km de Zagreb, tem 16 lagos conectados por diversas cascatas e cercados por uma floresta habitada por cervos, ursos, lobos e javalis.

Parques nacionais imperdíveis #5: Chapada da Diamantina, Brasil

Cachoeira do Poço do Diabo, no Parque Nacional da Chapada da Diamantina
Parques nacionais imperdíveis: a Chapada da Diamantina marca presença pelo Brasil com seus cânions e cachoeiras

Um país com muito potencial para o turismo natural, o Brasil entra para a lista graças ao Parque Nacional da Chapada da Diamantina, que pode ser um dos seus destinos para os feriados de 2020 . Suas grutas, cachoeiras, cânions e morros oferecem atividades que vão de nado a trilhas, passando por escaladas e rapel.

Parques nacionais imperdíveis #6: Torres del Paine, Chile

Sol nascendo nas montanhas no horizonte do Lago Pehoe
Parques nacionais imperdíveis: o Torres del Paine reúne paisagens montanhosas, lagos e geleiras de tirar o fôlego

Do calor do Nordeste brasileiro, a lista vai para o frio da Patagônia chilena no Parque Nacional Torres del Paine. Com suas geleiras, lagos azul-turquesa e montanhas imponentes, o ecoturismo neste parque nacional promete fazê-lo sentir-se minúsculo na imensidão do mundo.

Segundo a Abreu, a oitava maravilha do mundo também tem animais como condores e raposas, que podem ser observados no verão durante as 17 horas nas quais o sol ilumina o horizonte por lá.

Parques nacionais imperdíveis #7: Galápagos, Equador

Patola-de-pés-azuis se coçando em pedra nas Ilhas Galápagos
shutterstock Parques nacionais imperdíveis: nas Galápagos, o principal são os animais exóticos que habitam o arquipélago

As ilhas que inspiraram Charles Darwin a desenvolver sua teoria da evolução, a 1 mil km da costa equatoriana, formam um parque nacional que reúne 58 ilhas vulcânicas habitadas por animais exóticos como as tartarugas-gigantes, as iguanas-marinhas e os pinguins-de-Galápagos (a única espécie da ave que pode ser avistada no hemisfério norte).

Parques nacionais imperdíveis #8: Banff, Canadá

Lago no Parque Nacional Banff
Canadian Tourism Commission Parques nacionais imperdíveis: o Banff oferece atividades de turismo natural como pesca, trilhas e canoagem

De todos os parques nacionais canadenses, o Banff é o mais antigo. Situado nas Montanhas Rochosas, ele também atrai turistas por causa de suas geleiras, pinheiros e lagos cristalinos.

Fazer turismo natural por lá permitirá que você explore diversas trilhas, desbrave corpos d’água a canoa ou em barcos, pesque e faça escaladas, dentre outras coisas.

Parques nacionais imperdíveis #9: Grand Canyon, EUA

Vista aérea do rio Colorado cortando os cânions do Grand Canyon
Parques nacionais imperdíveis: o Grand Canyon impressiona por sua profundidade, cor avermelhada e extensão

Viajar para cidades como Nova York no Natal ou para os parques da  Disney em Orlando nas férias de julho são roteiros que atraem milhões de pessoas para os EUA todos os anos.

Mas não é só isso que o país tem a oferecer, como prova o Parque Nacional do Grand Canyon, no Arizona. Com 1,6 km de profundidade, 16 km de largura e mais de 440 km de extensão, o Grand Canyon encanta os viajantes que vão para lá conhecer de perto o poder das águas do rio Colorado.

Parques nacionais imperdíveis #10: Yosemite, EUA

Lago Tenaya em meio aos picos de granito do Parque Nacional de Yosemite
Parques nacionais imperdíveis: os picos de granito do Yosemite são coroados pela cachoeira mais alta da América

Continuando em território norte-americano, o Yosemite recebe mais de 4 milhões de entusiastas do ecoturismo por ano, segundo a Abreu. Ele pode, inclusive, entrar para o seu roteiro de viagem pela Califórnia durante o inverno . Pontilhado por árvores gigantes, picos de granito e quedas d’água, este parque abriga a maior cachoeira do continente, que se ergue a 740 m do solo.

Parques nacionais imperdíveis #11: Yellowstone, EUA

Vista aérea de terma no Parque Nacional Yellowstone
Parques nacionais imperdíveis: as termas do Yellowstone são tão quentes que só são habitadas por bactérias termofílicas

Um verdadeiro pioneiro dos parques nacionais , o Yellowstone foi o primeiro do tipo nos EUA, e se destaca dos outros integrantes da lista graças às seus gêiseres e termas, cujo azul límpido é resultado das águas extremamente quentes, que impedem a proliferação de quase todas as formas de vida, contrastando com seus bosques e pradarias habitados por bisões, alces e ursos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *