Em espaço próprio, a Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Diretoria de Turismo da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), marcou presença no maior evento de turismo do Brasil, a Feira Internacional de Turismo de Gramado (Festuris), encerrada nesse final de semana no Serra Park em Gramado (RS). O evento fecha o calendário nacional de feiras voltadas ao segmento. Nesta 30ª edição, com o tema “Turismo e Negócios sempre viajam juntos”, foi colocada à vista a identidade visual de Porto Alegre, que destacou a revitalização da Orla do Guaíba como atrativo turístico, em um estande de 28 metros quadrados. O objetivo foi promover o destino de forma conjunta propondo um novo olhar sobre a cidade de Porto Alegre como um dos principais polos do turismo no país. (fotos)   No evento, além das conexões com diversas autoridades ligadas ao turismo nacional e internacional, foi possível destacar a presença de Porto Alegre como destino Internacional, aberto às parcerias e favorável a investimentos. Localizado na área internacional da feira, o estande destacou o trecho da orla do Guaíba revitalizado, e o evento Copa América de Futebol em 2019, que terá a capital como uma das sedes, como oportunidade de novos negócios produtos e serviços turísticos. Foram realizadas reuniões com operadoras de turismo de Argentina, Uruguai e Paraguai para promover Porto Alegre como cidade-sede dos jogos da competição sul-americana.

Um dos destaques deste ano foi a promoção da cidade como destino de lazer. Em resposta a duas perguntas frequentes –Quantos dias preciso para conhecer Porto Alegre?O que tem para fazer em Porto Alegre? – foi criado o Porto Alegre em quatro dias, uma apresentação que reúne diversas opções de passeios e atrativos na cidade, como os dois roteiros do Linha Turismo, as visitas  aos dois estádios de futebol, o tour nas cervejarias, visita às propriedades nos caminhos rurais, museus e o turismo náutico.

Para o diretor de Turismo de Porto Alegre, Roberto Snel, promover Porto Alegre como destino gerador econômico é o referencial. “O foco das nossas ações no Festuris foi apresentar a Capital como um centro qualificado para eventos de múltiplas experiências culturais e de lazer e como um destino. Agentes de viagens e operadores de vários estados do Brasil estiveram no estande buscando informações sobre a Capital, a fim de promover o destino em suas agências”, frisou Snel.   Outro ponto forte da feira foi o fortalecimento de relações institucionais, durante o evento. Na oportunidade, foi realizada uma reunião com o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. “Aproveitamos a feira como uma das mais qualificadas plataformas de promoção de destinos turísticos e de negócios do setor, para promover Porto Alegre”, ressalta o secretário municipal interino da SMDE, Leandro de Lemos.

De acordo com Lemos, também foram estreitados laços com o Ministério do Turismo, para garantir o repasse do recurso do Centro de Eventos da Capital estimado em R$ 60 milhões. O recurso para o equipamento tem origem do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Em 2013, a Prefeitura e o Ministério do Turismo firmaram um convênio no valor de R$ 60 milhões para a construção do Centro de Eventos na Capital. Entretanto, análise de projetos semelhantes mostrou que o valor cobriria apenas parte do custo estimado para a realização da obra em condições ideais. Em março de 2017, o prefeito Nelson Marchezan Júnior solicitou à Caixa Econômica Federal a liberação da verba original como contrapartida, a ser oferecida para um parceiro privado que será selecionado para executar e administrar o projeto na modalidade de PPP.    Nesta edição, além da Diretoria de Turismo, representantes do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região (Sindha), Convention & Visitors Bureau, Caminhos Rurais, Cervejarias Artesanais e Agências de Receptivo: Agência Siga Experiência e a 4Beer – Cerveja &  Cultura, também estavam presentes no espaço, divulgando produtos e serviços turísticos. O festival reuniu 15 mil profissionais de 65 países e R$ 300 milhões em geração de negócios a partir de contatos realizados na Feira de Negócios. O evento teve 5% de aumento em número de expositores em relação a 2017, com 250 palestras e workshops.

Texto de: Letícia Santana / Supervisão: Rafael Camargo
Edição de: Denise Righi